Vereadores entregam relatório da Saúde à CPI da Assembleia Legislativa

Publicado em: 06 de agosto de 2018

Selecione a Imagem

O relatório paralelo formulado e assinado por seis dos dez vereadores membros da CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Saúde, finalizada no dia 13 de julho, foi entregue na última quarta-feira, dia 1, ao presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das OSs (Organizações Sociais), Edmir Chedid (DEM), e ao sub-relator, Carlos Neder (PT), na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) para a continuidade das investigações. Assinam o documento os vereadores Welington Rezende (PRP), Odir Demarchi (PR), Gualter Amado (PRB), Padre Sérgio (PT), Thiago Brochi (PSDB) e Maria Giovana Fortunato (PC do B).

 

O relatório com 306 páginas já foi protocolado na secretaria da CPI. No calhamaço constam os áudios das 29 oitivas realizadas pela CEI (com cerca de 60 horas de depoimentos), além dos seguintes apontamentos: direcionamento de licitação; acúmulos de cargos indevidos; jornadas de trabalho fictícias; indício de desvio de recurso; parecer da Confiatta; quarteirização de notas fiscais; utilização indevida de recursos da Saúde e taxas de serviços exorbitantes.

 

“Está tudo detalhado item por item. Foi um trabalho minucioso desenvolvido pelos seis vereadores, cuja documentação já consta nos autos da CPI da Alesp. Vamos acompanhar de perto o desenrolar das investigações”, afirmou a vereadora Maria Giovana, que presidiu a CEI. Segundo ela, esse documento servirá de base aos deputados, que podem requisitar informações mais detalhadas no decorrer da CPI.

 

Para o vereador Welington Rezende, as investigações vão tomar outra proporção. “Levamos o relatório paralelo da CEI da Saúde de Americana à CPI das OSs da Alesp porque apuramos inúmeras irregularidades na saúde pública e não podemos fechar os olhos diante do repentino encerramento das investigações em Americana. Agora, as investigações serão conduzidas em âmbito estadual e cremos que mais respostas virão”, declarou Rezende. Vale ressaltar que a CEI não foi prorrogada por decisão do plenário.

 

O Deputado Carlos Neder elogiou o trabalho da CEI. Disse que os documentos são importantes para as investigações da CPI que está em curso. “Essa documentação interessa muito à CPI da Alesp e a partir desse relatório vamos dar continuidade às investigações das irregularidades identificadas em Americana. Toda denúncia levantada será apurada dentro do prazo que temos para o funcionamento da CPI das OSs e, posteriormente, por meio das comissões permanentes, seja na Comissão de Saúde ou na Comissão de Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa”, explica o deputado.


Escrito por: Coordenadoria de Comunicação

Categoria: Sessões Ordinárias

Compartilhe essa notícia

Notícias Relacionadas